blog

3 dicas para agilizar a produção de conteúdo

22/06/2018



Muitas empresas, mesmo acreditando que estratégias de comunicação baseadas em conteúdo funcionam, também acreditam que a produção de conteúdo em si é o mais simples dos processos envolvidos e, por isso mesmo, menos complexo de se realizar. Como a grande maioria dos programas de marketing de conteúdo têm fases como pesquisa, estratégia e análise, muita gente acha que a produção do conteúdo em si é a parte mais divertida.

Não é bem assim. Primeiro é preciso deixar claro que:

Produção de conteúdo é o processo de desenvolver e criar ativos – visuais ou escritos –, tais como vídeos, eBooks, posts para blogs, white papers ou infográficos.

A produção é, na verdade, o ponto do processo em que tudo o que foi pesquisado, analisado e definido estrategicamente começa a se transformar em realidade. Tudo bem, muitas vezes as pessoas responsáveis por todas estas etapas são as mesmas, mas a verdade é que os detalhes da produção vão depender fundamentalmente do tipo de conteúdo a ser produzido.

Um post para blog, por exemplo, geralmente exige apenas um redator. Por outro lado, um branded vídeo, dependendo da escala, muitas vezes vai demandar um time muito maior: um redator, um diretor, um operador de câmera, um engenheiro de áudio, um editor e, possivelmente, ainda alguns outros ao longo do processo.

Já um white paper, apesar de depender fundamentalmente do redator, vai demandar também um designer gráfico ou um ilustrador para a produção de gráficos, infográficos, ilustrações e harmonização de todos estes elementos com o texto.

A questão aqui é que, independente do tipo de conteúdo, quanto mais tempo for gasto na integração entre o time que definiu a estratégia e o que vai produzir o material, melhor será o resultado final. E há algumas dicas que podem ajudar bastante:

Produzir um briefing – muitos profissionais preferem trabalhar a partir de um briefing pronto, que é simplesmente um documento que resume o contexto do projeto, seu propósito e os resultados esperados. Um bom briefing deve incluir:

  • O background do projeto (ou por que ele está sendo feito);

  • Perfil da audiência (para quem estamos produzindo);

  • Uma descrição do produto final esperado;

  • Tempo de duração / data final de entrega;

  • Recursos (números, estatísticas, artigos e textos relacionados, conteúdo similar no qual se inspirar etc.)

Fazer uma reunião ou conferência telefônica para iniciar o trabalho – eventualmente o time de criação pode achar que não há necessidade deste encontro, principalmente se houver um bom briefing produzido, mas a ideia é bacana. Sempre há questões que surgem durante um bate papo sobre o projeto que não seriam feitas por e-mail. Além disso, questões como tom e significado geralmente são melhor transmitidas pessoalmente. Por isso, este encontro pessoal antes do início da produção é importante para garantir que todo mundo compartilha as mesmas informações e expectativas sobre o projeto.

Garantir acesso a especialistas sobre o assunto – o time de criação – principalmente aquele envolvido em projetos de grande porte – vai precisar ter acesso a gerentes de negócio e outros especialistas para reunir informações ou gravar entrevistas. Elencar estes contatos com antecedência, bem como avisa-los que eles serão procurados, ajuda bastante a agilizar o processo de produção, que muitas vezes pode ficar paralisado à espera de contatos e agendas de última hora.

São apenas três dicas, mas, acredite, elas fazem uma baita diferença.

Ultimas Notícias

- Comunicação interna impacta diretamente a produtividade da sua empresa
- 2020: comunicação interna é prioridade para empresas, segundo o Gartner
- Renovação de contratos: dá pra ser menos desgastante
- Home office, pero no mucho
- E-mail ainda é excelente ferramenta de comunicação
- 51% das empresas apostam em comunicação interna para evitar fake news corporativa


Arquivo Blog


Copyright © F2 Conteúdo - Desevolvido por MPSoft Política de Privacidade e Termos de Uso